segunda-feira, julho 31, 2006

A febre chegou...


A febre voltou a aparecer! Confesso que estou preocupada! Não sei se por medo do “passado”, mas a verdade é que sempre que o termómetro sobe, eu estremeço! Não consigo dormir uma hora seguida, o meu coração sufoca de tanto receio! Receio de voltar a viver o já vivido e que eu tanto queria esquecer!!! Bem sei que é normal os bebés terem febre… e que o mais provável é não ser nada, mas o medo alojou-se em mim e confesso me sinto meio perdida! As recomendações do médico são de aguardar três dias para analisar o comportamento da febre e outros sintomas que entretanto possam surgir… Mas a verdade é que estes três dias parecem intermináveis…

Mãe

sexta-feira, julho 28, 2006

Joyeux Anniversaire, mon petit Bruno!

Palavras da mamã...



Hoje o Bruno faz um aninho!!! Como o tempo passa… Há um ano atrás o Bruno nasceu no Hospital Distrital de Faro com 760 gramas e 25 semanas de gestação. Passado um mês e meio nasceu a Matilde… Passado outro mês e meio saíram os dois da Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais do HDF. Foram colegas de incubadora, colegas quase inseparáveis… Quando os dois foram para a sala dos berços, faziam sempre o que o outro fazia: se um chorava, o outro chorava; se um bolçava, o outro bolçava… Pareciam gémeos… Saíram os dois no mesmo dia, a 28 de Outubro de 2005!

Nós, as mães ficámos amigas… É como se nos conhecêssemos de sempre! Confesso que sinto um enorme carinho e ternura pelo Bruno e pela Maria João, a sua mamã, uma amizade daquelas que não se explica, das que se sentem, das que são verdadeiras! Eles moram longe, em Paris, mas quis o destino que numa habitual vinda de férias a Portugal o Bruno nascesse, quando supostamente ainda faltava muito tempo para nascer! As nossas vidas cruzaram-se no Hospital e para sempre ficaram enleadas uma na outra… Com ela partilhei a fase mais complicada da minha vida… Não é nada fácil ser mãe de um grande prematuro… Tudo o que idealizei durante 29 semanas de gravidez rapidamente se dissipou quando nos dizem que a bebé terá de nascer, pois não tem condições de sobrevivência na nossa barriga, apenas com 1200gramas!!! A incerteza, o receio e a angústia invadem o nosso coração, a nossa cabeça… Consome-nos!!! O prognóstico reservado, a incerteza da sua sobrevivência… As sondas, os fios, os monitores… Na mãe do Bruno encontrei a companheira que tanto me ajudou quando eu me sentia a fraquejar, quando as minhas forças desvaneciam… Vivemos tanta coisa juntas… as duvidas, o medo, as pequenas grandes vitórias dos nossos filhos… Cada grama ganha enchia de vida o nosso coração que durante todos aqueles dias viveu tão apertado! O ganho de maturidade, a regularização dos valores monitorizados fazia-nos sorrir e acreditar no amanhã!

O amanhã chegou e hoje o Bruno completa o seu primeiro aninho! Não o vemos há cerca de três meses, quando vieram numa visita relâmpago a Portugal! E que lindo e grande que ele estava! Não duvido que assim continue… Ficou combinado que ainda este ano ou em 2007 iríamos a Paris visitá-lo! E iremos! Quero que eles continuem amigos! E que nós, as mamãs, continuemos a com os nossos telefonemas mensais para sabermos como estão os nossos tesouros! Confesso que hoje acordei emocionada e ao escrever este post não consegui conter umas quantas lágrimas que inundaram os meus olhos! Sinto-me feliz!!! Os nossos filhos estão óptimos, lindos… Maravilhosos!!! E como é bom vê-los crescer… e como é bom saber que eles estão bem!!!

Parabéns Bruno! Parabéns mamã!!!


Nota: É impossível relembrar esta fase da minha, das nossas vidas, sem recordar com enorme carinho toda a equipa da UCI Neonatal do HDFaro! Obrigada pelo profissionalismo, pela entrega, pela amizade! Obrigada por nos fazerem felizes!!!

quinta-feira, julho 27, 2006

O meu novo "brinquedo"...


Calor, muito calor tem feito por estas bandas... E em dia de calor nada sabe melhor que brincar na água, nem que seja na piscina improvisada lá de casa! Ontem foi mais um desses dias.Ao final da tarde lá estava eu bem relaxada e entretida a brincar com os meus brinquedos na piscina (leia-se barco insuflável cheio de aguinha). De repente vejo umas coisitas castanhas a flutuar ali, bem juntinho a mim! Que giro! – pensei eu – O que será? Iniciei uma verdadeira luta desenfreada para agarrar as tais coisitas escuras que teimavam em fugir de mim. Eis senão quando o papá, intrigado com o tamanho esforço que eu estava a fazer, olha para dentro da piscina e… Oh Matilde – diz o papá que logo se apressou a pedir para a mãe lhe levar uma toalha – Fizeste cocó!!! Pois é amiguinhos, com tanto brinquedo giro que estava por ali eu só queria aquelas bolinhas flutuantes, mas o papá não deixou… E que birra fiz quando me tirou de lá!!! Já não se pode brincar com aquilo que gostamos… Xiça..

quarta-feira, julho 26, 2006

E porque hoje é o Dia dos Avós...

Especialmente para eles...



Os melhores avós do mundo!!!

segunda-feira, julho 24, 2006

Saudade...

Saudade da barriga
De te sentir em mim...
De preencheres os meus braços
Em movimentos doces e repousados...

Saudades do tempo que voa,
Uma saudade sem fim,
Uma saudade que vive em mim…

Olho para ti…
Como cresceste!!!
E como me fazes feliz!
O tempo escorre pelas mãos…
Tenho medo de não o saber viver!

Saudades do passado,
Aguardando o futuro!
Saudades do vivido,
Vivendo o agora...
Esperando o amanhã!
E ter sempre o coração cheio de ti!!!

Como eu te adoro, Matilde!!!

sexta-feira, julho 21, 2006

Novos amigos

Este fim-de-semana vou alargar o meu leque de amigos. Vamos a Lisboa, a casa dos avós e dos tios e aproveitando a ocasião vou conhecer os meus priminhos gémeos que nasceram na semana passada e a filhota de uma grande amiga da mãe que nasceu à escassos dias! Tantos amiguinhos novos!
Os papás já prepararam o saquinho com as prendas para eles. O saco vai bem cheio, mas não duvido nada que volte igualmente a abarrotar: é o que acontece sempre que vou a Lisboa: os tios, os avós e os seus amigos enchem-me de presentes! E que bom que é, não é? Quem não gosta de receber prendinhas???

A estes três novos amiguinhos, até ao final do ano vão-se juntar mais sete!!! Já nos imaginaram para o ano todos na praia??? Vai ser demais


Bom fim-de-semana!!!

terça-feira, julho 18, 2006

1º aniversário do meu blog...



Hoje o meu blog comemora um aninho de existência!
Um ano em que eu e a mamã partilhámos com todos vocês momentos únicos, intensos e que recebemos da vossa parte gestos inigualáveis de carinho, amizade e companheirismo!
Obrigada por tudo!

segunda-feira, julho 17, 2006

Um fim-de-semana super preenchido entre praia, piscina, feira de arte e programas de rádio...



O calor fez-se sentir durante todo o fim-de-semana e de forma muito intensa, por isso, nestes dias nada sabe melhor que uma ida à praia logo pela manhãzinha e uns banhinhos na piscina ao final da tarde sempre na companhia dos papás e dos meus inseparáveis brinquedos. E é tão divertido! Fico mesmo satisfeita!!!

Para quem ainda não sabe, o meu papá tem um blog. Sabem sobre o quê? Sobre o que ela mais gosta de fazer: Viajar! Passear! Conhecer novos locais, novas gentes! No seu blog, relata as suas experiências enquanto viajante, nas suas expedições por cá e por lá, pelo mundo! O blog é delicioso e é um fantástico guia de viagens! A mamã fez uma surpresa ao papá e inscreveu o seu blog num programa da
Rádio Comercial: O meu bog dava um programa de rádio! O blog do papá foi seleccionado e o programa deste fim-de-semana foi inteiramente dedicado ao ocalcanhardeaquiles (sim, o meu pai chama-se Aquiles!)! Ele estava todo vaidoso! E todos os amigos do pai adoraram o programa!

Este fim-de-semana foi também preenchido com uma feira de arte onde o pai expôs a sua vertente artística: Arte Viva, em São Brás de Alporte. Foi a primeira vez que o pai participou num evento deste tipo. E adorou! Ele e as colegas de trabalho que o acompanharam! E já prometeram voltar para o ano! No meio de tanta investida por entre as artes plásticas, a mãe também decidiu experimentar pintar uma tela… Mas não foi muito bem sucedida! Heheheh…

quinta-feira, julho 13, 2006

Piscina caseira


O Verão chegou… um pouco atrasado, mas chegou!!! E com ele este calor que se faz sentir um pouco por todo o lado. Por isso, a mamã decidiu que, apesar de vivermos num apartamento, eu teria direito a ter uma piscina para me refrescar nestes finais de tarde bem quentes! Adorei a minha piscina caseirinha! Fartei-me de rir, de brincar, de chapinhar e depois, com muito cuidado, tentava tocar nas gotitas de água que ficavam espalhadas... de dedo indicador bem esticado, lá ia eu tocar nas gotas cuidadosamente (não fossem elas partir-se!) !!! Não queria sair de lá nem por nada… Nota-se, não?

quarta-feira, julho 12, 2006

Dez meses de ti...



Ser mãe é ser completa!
É ter o coração cheio
De um amor que não acaba,
De um querer de mais querer

É encontrar nos teus olhos
A luz que acalenta a alma
E no teu sorriso
O sol que aquece o meu dia!

Cada pormenor teu,
Cada gesto teu
Preenche a minha vida!
E por isso sou feliz!
Por isso te amo!
Por viver para ti,
Por viver em ti!


Parabéns pelos dez mesinhos, minha amendoinha!

segunda-feira, julho 10, 2006

Pensamentos da mamã



Esta manhã, enquanto vinha no carro com a Matilde, olhei para ela e pensei: Como o tempo passa… A minha amendoínha já tem quase dez meses!!! Parece que ainda ontem estava tão feliz por ter descoberto que ela vinha a caminho, que senti o primeiro pontapé, que ela nasceu, que ela foi para casa, que… Fitei-a novamente. Como ela cresceu! O rosto continua bem redondinho, com umas bochechinhas fofas, sempre rosadas, o nariz pequenito e ligeiramente arrebitado, tranquila, linda! O corpo duplicou o seu tamanho (o que não é difícil para quem nasceu com 33cm e 1220gr). A barriguita é a mais fofa do mundo. Não consegui conter umas lágrimas que inundaram os meus olhos. De repente, o álbum de fotografias da Matilde passou pelos meus olhos. Todas as fotografias, uma a uma. E ainda mais lágrimas se dissiparam. Lágrimas de felicidade, de alívio, de saudade… A prematuridade da Matilde já praticamente não se nota. Olho para ela novamente. Os olhitos anunciam a chegada do João Pestana, a chuchita não pára num vai-vém constante! Dorme, minha linda! Passo a mão pela sua carita e ela enrosca a cabecita. Fecha os olhos e adormece. Tão tranquila. Seco as lágrimas que percorrem o meu rosto. Estamos a chegar a casa da avó. Ainda me custa tanto ter que me separar de ti… A Matilde acorda e brinco com ela mais vinte saborosos minutos! O relógio não pára. São 08h50m. Hora de a encher de beijos e de rumar ao trabalho! Daqui a três horas e pouco, volto para ela. Volto para mim!

sexta-feira, julho 07, 2006

Palavras da mamã




Palavras para quê? A cada dia que passa a minha filhota está mais linda! E safadita... Hehehehe



quarta-feira, julho 05, 2006

Mais um dia de jogo...




Ainda sou pequenina, mas já percebi que nos dias em que joga a selecção o mundo pára: não há mais notícias nos noticiários, as pessoas não têm outro assunto de conversa, todos se vestem de verde e vermelho e toda a gente passa o dia a contar quantas horas faltam para o grande embate!

A febre do mundial também atingiu a mamã: Quem a conhece sabe que ela é calminha, muito na sua, sem grandes ondas, mas no sábado passado ela surpreendeu-me bastante durante o jogo, sobretudo durante o interminável prolongamento e nos angustiantes penaltis! A minha mãe revelou-se! Só dizia “Vai lá Ricardo! Defende isso JÁ!” E ele parece que a ouviu, porque defendeu quase todos! É o MAIOR!!! Resultado: No final do jogo tinha uma mãe histérica, aos saltos pela casa, pela varanda, por todo o lado… E eu muito sossegadinha a olhar para a mamã e a pensar: “Mas o que é que lhe deu? Ela não costuma ser assim…” Até o papá ficou surpreendido com tamanha revelação! Vamos lá ver o que a noite nos reserva hoje…
Entretanto vou continuar a brincar com o cachecol da selecção!

Boa sorte, Portugal

segunda-feira, julho 03, 2006

Que dormir...


São 20horas.
Hora do banho, de brincar com os meus patinhos amarelos, da mãe me encher de creme para a habitual e reconfortante massagem.
Hora de vestir o meu pijaminha e de ir até à cozinha comer a minha sopinha e a frutinha que o papá preparou e de lavar os meus dentinhos.
A mamã pega-me ao colo, o pai dá-me um beijinho e diz “Boa noite, princesa! Dorme bem! O papá já vai ao quarto dar mais um beijinho!”
É hora da mãe me embalar, numa rotina que não cansa… Adormeço na companhia da música do João Pestana, da Barata, do Coelho ou da música que a mãe inventar no momento (ela é perita em inventar músicas de embalar)!
Adormeço. A mãe deita-me na minha caminha e, como todos os dias dá-me mais uma beijoquita e sussurra ao meu ouvido “Gosto muito de ti, filhotinha!” Dou meia volta e fico a dormir de lado. Começou a agitação: A partir de agora descubro novas e inovadoras formas de dormir, algumas muito desconfortáveis! Quando tal sucede não hesito e começo num chorinho meloso à espera que a mamã e o papá me venham colocar numa posição mais confortável. Adormeço novamente. E a agitação recomeça! Aqui fica o registo de uma forma diferente de fazer ó-ó! De barriga para baixo e pernocas literalmente penduradas! Pensam que chorei para os papás me voltarem? Estão enganados! Mas os papás, depois de tirada a fotografia voltaram a pôr-me deitadinha de barriga para cima. Volta para o lado, volta para baixo, cabeça para os pés, de perna traçada, de braços esticados, de pernas flectidas… e eu continuo a dormir!!!

Pssiu… É verdade, já tenho mais um dentinho! Ao contrário do que toda a gente dizia que a seguir aos incisivos inferiores nascem os superiores, no sábado passado rompeu o incisivo lateral esquerdo! Agora tenho três dentinhos em baixo e nenhum em cima! Por enquanto…